Mulheres na TI
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Mulheres na TI: Uma luta diária por espaço e reconhecimento

O mercado de mulheres na tecnologia é uma luta diária por espaço e reconhecimento. Ainda assim, mesmo sendo minoria, as mulheres na TI vêm a cada dia conquistando seu espaço em um mercado em que até pouco tempo atrás era quase que exclusivamente masculino. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), no Brasil, as mulheres ocupam menos de 20% dos cargos relacionados à TI e quando estamos falando em cargos de liderança esse número cai para 13%.  

Erroneamente, pode-se até acreditar que números tão baixos quanto os apresentados pela pesquisa possam ser resultado de uma baixa adesão feminina a esse mercado, mas a grande verdade é que sofremos com falta de oportunidade, machismo e, muitas vezes, disparidade salarial. 

Mulheres na TI

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) acredita que a participação de mulheres na tecnologia pode ultrapassar, em 10 anos, a masculina. Mas por que esperar tanto? Por que não começar a mudar agora esse panorama?  

Não é simples uma mudança de comportamento que altere drasticamente a nossa estrutura patriarcal, mas como disse Jurgen Appelo:  

“você não pode fazer as pessoas se comportarem de maneira diferente.’ É verdade. Mas nós também não podemos ‘fazer alguém rir’ ou ‘fazer alguém feliz’, o mínimo que podemos fazer é tentar. […]. Faça o melhor que você puder. E na medida do possível, faça de forma mais inteligente do que uma tentativa aleatória qualquer.” 

Entender quais fatores nos levam a essa grande disparidade entre a atuação de homens e mulheres na TI é o primeiro passo para a mudança. 

Nossa infância 

Por mais incrível que isso possa soar, em pleno 2021 questões culturais ainda ditam o comportamento e maneira a maneira com que pais educam seus filhos e, desde cedo os meninos são apresentados à uma infinidade de atividades que ajudam a aflorar suas habilidades enquanto as meninas são inclinadamente apresentadas às brincadeiras de casinha e contos de fadas, criando uma ideia de que existem habilidades masculinas e que elas são dispares às habilidades femininas. Essa cultura influencia sim, e muito, na escolha profissional. 

A vida acadêmica de mulheres na TI  

Mesmo sendo a maioria no ensino superior (57% dos estudantes de TI são mulheres, segundo o Censo de Educação Superior) a tendência é que as mulheres optem por uma mudança de carreira, principalmente pela forma que são tratadas por seus professores e colegas. Muitas vezes disfarçado de proteção há um preconceito relacionado à nossa capacidade de resolver questões técnicas.
 

Desafios enfrentados por mulheres na tecnologia

O preconceito enfrentado durante a faculdade não diminui na chegada ao mercado de trabalho, pelo contrário: outras tantas barreiras são impostas às mulheres: 

  • Salários mais baixos;  
  • Ambiente hostil e tóxico, tanto colegas quanto clientes muitas vezes não sabem lidar com a presença feminina; 
  • Oportunidades de crescimento são dadas à homens menos qualificados 

Uma pesquisa realizada em 2018 pela UPWIT (Unlocking the Power of Women For Innovation and Transformation), em parceria com a Catho e a Revelo, evidenciou alguns problemas enfrentados pelas mulheres, um dos mais intrigantes mostrou que as mulheres são três vezes menos promovidas do que os homens. 

Como podemos ser diferentes? 

Primeiramente, seria interessante estimular o interesse feminino em cursos de exatas e principalmente na carreira de TI. E como fazer isso? Como estimular mulheres na tecnologia? 

Apoiando iniciativas de incentivo a inserção de mulheres na tecnologia, sendo cada vez mais inclusivo na criação de eventos e treinamentos criando painéis cada vez mais igualitários, divulgando tanto internamente quanto para o público externo os feitos de sua equipe feminina. 

Uma vez inseridas no mercado de trabalho, é hora de construir políticas corporativas que facilitem a criação de um ambiente mais igualitário, começando com a igualdade nos salários e oportunidades.  

Conheça e divulgue algumas iniciativas e cursos de incentivo à participação de mulheres na tecnologia: 

  • Programaria

    Startup social que empodera mulheres com habilidades em tecnologia e programação, ajudando empresas a promover diversidade e a recrutar mais mulheres.  Acesse clicando aqui. 

  • WoMakersCode

    Projeto de empoderamento e fortalecimento da presença feminina na tecnologia que visa transformar o mundo com as pessoas, que usam e fazem tecnologia.  Acesse clicando aqui. 

  • Reprograma

    Uma iniciativa que visa reduzir o gap de gênero em TI através da educação, mostrando que programação é coisa de mulher sim.  Acesse clicando aqui.

Tem interesse em fazer parte de um time que fomenta a diversidade na prática, mulheres na tecnologia e capacita, por meio de aprendizados constantes, mulheres na TI? Então acesse nossa página de carreiras, escolha a vaga que mais se encaixa no seu perfil e venha ser dti! 

Preencha seus dados para receber nossa newsletter!

Ficou com dúvidas?

contato@dtidigital.com.br
R. Antônio de Albuquerque, 330 – 14° andar
Savassi, Belo Horizonte – MG, 30112-010

Cuidado

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para analisar sua experiência no site e personalizar conteúdos e anúncios durante sua navegação. Ao navegar pelo site, você autoriza a DTI Digital a realizar tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.

You will be redirected to spotify