Saiba tudo sobre cultura ágil pelos experts da dti.

Ouça e acompanhe nas plataformas abaixo.

Soundclound
Spotify
iTunes
M1: Bom dia. Boa tarde. Boa noite. Esse é mais um episódio de enzimas. Breves reflexões que ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. Só acho que um tema sempre recorrente aqui no nosso podcast, de várias formas diferentes, é como o que é importante a gente dar autonomia para as pessoas, é importante criar um senso de propósito e, sinceramente, é impressionante porque quando isso acontece, a gente percebe… A gente até brinca, que fica até emocionado. A gente faz reuniões com os times, com as equipes e vê coisas incríveis acontecendo, ideias incríveis, coisas se movendo das mais diversas naturezas possíveis, sabe? Experimentos que você nunca imaginou, iniciativas, uma união grande do time, é realmente um negócio… eu brinco, eu não sou um cara de me emocionar, mas chega a emocionar. Mas o que eu queria compartilhar aqui mais do que esse sentimento, a reflexão que eu queria trazer minha, porque o enzimas sempre tem como objetivo tentar trazer alguma reflexão que ajude aí quem está nesse processo, é que uma coisa essencial para que isso aconteça, para que a gente seja surpreendido dessa forma é que esses times tenham um espaço, que as pessoas tenham espaço. Acho que isso vale, se a gente for pensar sobre o mundo que a gente vive hoje, isso vale até para a criação de filhos, vale para vários espectros. Hoje existe uma necessidade de se ter desempenho o tempo todo, é uma extrema competição, uma necessidade de sempre brilhar. E aí quem se sente responsável por isso, sejam pais, sejam líderes nas empresas, isso fica sempre fazendo um excesso de supervisão, um excesso de controle, tentando garantir que isso vá acontecer e não dá espaço. As pessoas não têm espaço, os time não tem espaço, não tem espaço para pensar diferente, não tem espaço para experimentar, não tem espaço para errar, não tem espaço para tirar as próprias conclusões, não tem espaço para querer ser o que quer ser. Então, eu acho que essa é uma lição muito importante para a vida em geral. A gente tem que achar um balanço entre dar norte, dar aconselhamento, dar direcionamento, fazer boas perguntas, mas dar espaço também, sair um pouco do caminho e abrir um pouquinho de espaço para que as pessoas possam realmente explorar esse espaço, descobrir os seus próprios caminhos, amadurecer, isso certamente vai acontecer com os times também.
: :
os agilistas

ENZIMAS #45 Precisamos dar espaço para as pessoas e paras os times