Saiba tudo sobre cultura ágil pelos experts da dti.

Ouça e acompanhe nas plataformas abaixo.

Soundclound
Spotify
iTunes
Marcelo: Bom dia, boa tarde, boa noite. Este é mais um episódio de Enzimas, breves reflexões que te ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. Pessoal, o Enzimas de hoje vai ser um Enzimas super simples, mas eu achei curioso. Eu estava lendo um livro de psicologia e a autora veio com uma frase que eu até anotei. Uma coisa simples, mas que eu achei interessante que ela falou assim: “o insight é o prêmio de consolação da terapia”, querendo mostrar que no final beleza, é legal ter insight, mas você está lá não é só para ter insight, você está lá para tentar achar caminhos, fazer reflexões que depois virem ações e que possam essencialmente transformar a sua vida, ou seja, todo mundo acaba que vai em uma terapia para tentar ter uma vida mais plena, uma vida mais feliz. E aí é interessante, você não vive de insight. Eu diria que da mesma forma uma empresa não vive de insights, ela não vive de ideias, ela não vive de fazer sessões de inovação, sessões de brainstorm, sessões de designer thinking e ter grandes e maravilhosas ideias. Então a mudança principal que o ágil tem que trazer é, essencialmente, uma mudança de execução. Uma capacidade de executar, de fazer o insight virar ação, de aprender realmente o que é possível e com isso fundamentalmente transformar a empresa ou parte da empresa para que ela fique uma parte que traga inovação e que se alinhe com a parte de eficiência da empresa, mas que traga inovação na prática e gerando valor. Da mesma forma que na terapia você quer fundamentalmente mudar a sua vida e não ficar só no campo dos insights.
: :
os agilistas

ENZIMAS #55 Insights são prêmios de consolação