Saiba tudo sobre cultura ágil pelos experts da dti.

Ouça e acompanhe nas plataformas abaixo.

Soundclound
Spotify
iTunes
M1: Bom dia, boa tarde, boa noite. Este é mais um episódio de Enzimas, breves reflexões que te ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. Pessoal, quando a gente fala aí na transformação rumo ao agilismo, é muito comum a gente falar que a empresa vai adotando uma estrutura mais orgânica. Essa é uma metáfora que é comumente muito utilizada. O que eu queria falar hoje é um pouquinho sobre o que significa essa metáfora na prática. O que significa ter uma estrutura que seja orgânica? O fato é que essa metáfora, para mim, alguns anos atrás, quando a gente começou a fazer uma mudança mais forte na DTI para que ela tivesse, da fato, uma estrutura mais orgânica, ela até me inspirava, mas eu confesso que muitas vezes eu não conseguia saber também o que era isso na prática. Ficava algo muito abstrato. Só que na medida em que você vai mudando essa estrutura e deixando ela mais orgânica, isso vai ficando mais claro. Então, primeiro quando se pensa em estrutura orgânica, eu entendo que a gente tem que pensar em alguns elementos, tais como, primeiro: uma estrutura orgânica, o que essa metáfora quer dizer é que uma estrutura mais viva, uma estrutura mais adaptável, uma estrutura onde a mudança acontece mais facilmente, uma estrutura que tem espaço para execução de experimentação, enfim, uma estrutura mais maleável mesmo. Além disso, um outro fator importantíssimo em uma estrutura orgânica é que ela não é pré-planejada. As coisas orgânicas são assim, elas não vêm de um comando central pré-planejado, que bota um planejamento rígido. Você tem muito mais restrições ambientais em torno das quais você se adapta do que propriamente você ter um plano centralizado, um comando centralizado que define aquela estrutura. Então tentando tangibilizar mais, a estrutura mais tradicional, mais rígida, é uma estrutura que é planejada, que define exatamente funções, que define planos de cargos e salários certinhos, que tem job descriptions bem detalhados, que tem metas acordadas aí no começo de um período, que define exatamente o que deve ser feito, que às vezes exagera na quantidade de indicadores de desempenho, faz com que as pessoas fiquem presas àqueles indicadores… Então, uma estrutura onde tudo já está pré-estabelecido, onde existe pouco espaço para adaptação. Por esse motivo, ela é uma estrutura rígida, uma estrutura construída, pré-concebida por alguém. Já em uma estrutura orgânica você tem muito mais, são princípios. Como eu disse, algumas restrições ambientes, em torno dos quais há uma auto organização e uma adaptação. Então você não tem descrições de job descriptions tão rígidas. Você tem mais são referências. Você não tem planos de carreira tão detalhados. Você tem alguns indicadores, mas só aqueles realmente que sejam importantes para te dar um norte, para te ajudar a tomar a decisão, e não com uma prescrição dogmática, algo que se você não bater, você simplesmente está perdido. Você permite muito mais comunicação e você tem muito mais espaço. Então, vamos lembrar disso: se você está em um ambiente em que tudo é muito bem definido a priori, tudo é muito estável, tudo já está pré-concebido, você pode saber que você não está em uma estrutura orgânica.
: :
os agilistas

ENZIMAS #58 Estrutura Orgânica