Saiba tudo sobre cultura ágil pelos experts da dti.

Ouça e acompanhe nas plataformas abaixo.

SoundCloud
Spotify
iTunes

Marcelo: Bom dia. Boa tarde. Boa noite. Esse é mais um episódio de enzimas, breves reflexões que ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. No episódio de hoje eu gostaria de falar sobre um tema, que eu tenho chamado de o desassossego do agilismo, ou então o problema existencial do agilismo, que é uma coisa que a gente observa em todas as organizações e observa também, volta e meia, no nosso dia a dia a despeito da gente ter uma cultura toda voltada para o agilismo e da gente estar muito acostumado com isso, e viver isso todos os dias. O que eu estou querendo dizer exatamente com isso? Que quando a gente adota o mindset ágil, que no fundo é uma forma de entender que o mundo é complexo, e que a gente tem que viver mais no presente. Isso causa quase que ao mesmo tempo um certo desassossego ou um problema existencial em que a gente tem que acostumar realmente a continuamente reavaliar sempre o caminho que a gente está tomando. Reavaliar todas as decisões, reavaliar os papéis e trabalhar com muito mais ambiguidade. Isso aí traz um problema muito sério para a maioria das pessoas, porque é claro que a gente fica muito mais confortável quando a gente tem uma visão do que vai acontecer, quando a gente tem um plano no qual a gente acredita que pode confiar; esse plano podendo ser desde um orçamento fechado até uma descrição de cargo exata. Quando a gente entende que a gente vive num mundo complexo, e que a gente tem que interagir, sentir e responder o tempo todo, a gente percebe que não tem muito sentido mais ter apego nesses planos. Nem essas definições de cargos. Eu falo que é um pouco de existencialismo porque isso nos deixa livres sempre para decidir o que fazer. Então, acho que isso aqui está no centro de tudo sabe, quem vai realmente adotar uma posição agilista tem que estar pronto para lidar com essa liberdade que causa essa necessidade de sempre escolher o caminho que vai ser seguido. Mas o lado bom disso tudo é que se todo mundo estiver trabalhando realmente com propósito, todo mundo estiver explorando seu máximo potencial esse caminho ainda que não seja um caminho claro vai ser um caminho muito feliz, muito promissor.

: :
os agilistas

ENZIMAS #02 O desassossego do Agilismo

Ficou com dúvidas?

contato@dtidigital.com.br
R. Antônio de Albuquerque, 330 – 14° andar
Savassi, Belo Horizonte – MG, 30112-010