comportamento humano
transformação digital
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Transformação Digital e Comportamento Humano: o que precisamos saber?

dti digital

dti digital

Um dos nossos colaboradores especializados!

Transformação Digital e Comportamento Humano: o que precisamos saber?

O que é transformação digital?

A transformação digital e o comportamento humano podem ser entendidos como a adoção de ferramentas digitais, tecnologias inovadoras e mudanças culturais necessárias para melhorar ou substituir processos vigentes. A transformação acontece quando as organizações adotam formas novas e inovadoras de realizar seus processos, seus serviços e produtos. Na era atual convivemos com um mundo que nos oferece diariamente centenas de novas ferramentas digitais, além de muitas tecnologias inovadoras para todos nossos problemas. Essas inovações significam tantas possibilidades, que a transformação digital não é mais uma questão de “se”, mas sim de “quando” e já podemos afirmar que vai acontecer para toda organização. No entanto, nada disso será possível sem que antes existam as condições necessárias para a mudança de comportamento das pessoas que farão a transformação acontecer. 

Há muito comportamento humano na transformação digital

Toda e qualquer transformação, por menos significativa e pouco impactante que seja, implicará numa mudança de comportamento humano. Não haverá qualquer diferença numa organização se antes não existir diferença no que as pessoas pensam, sentem ou fazem. Alguns processos serão tão simples que acontecerão de forma natural, implícita e espontânea. Muitos aspectos da cultura organizacional, por exemplo, são construídos assim, ninguém sabe explicar como foram se solidificando, ou porque são daquela forma, e mesmo assim podem ser fortes e perdurarem por anos. Já outras mudanças vão exigir um processo mais complexo, que tenha uma estrutura sistematizada para provocar, acomodar e manter as mudanças desejadas. 

Essa transformação digital que tem sido necessária para que as organizações sobrevivam aos seus desafios atuais parece ser um exemplo de mudança que exige estratégias mais sofisticadas no que se refere ao comportamento humano. Primeiro porque trata de uma mudança que vai atingir níveis profundos na cultura organizacional, e propõe muitas vezes a substituição de práticas que funcionaram por anos e anos. Segundo, porque requer que a mudança não seja localizada em um único setor, mas sim que seja generalizada, que atinja todos os processos, todos os setores, todos os níveis hierárquicos. E, por último, porque precisa acontecer de forma rápida, na velocidade que o mundo demanda. Para que tudo isso aconteça simultaneamente, de maneira efetiva e que traga transformações sólidas e longevas, vamos precisar cuidar sistematicamente do comportamento humano. Do contrário podemos vivenciar uma catástrofe. 

Quais aspectos do comportamento humano preciso observar e desenvolver para realizar uma transformação digital?

O comportamento não acontece no vácuo, ele acontece e se mantém frequente quando encontra um ambiente favorável que: (1) sinaliza sua necessidade e (2) que consequencia positivamente as ações desejadas. Isso parece simples, mas quando se trata de pessoas e um ambiente complexo, como o de uma organização, isso pode ser mais desafiador. Então é importante que a gente entenda que, para a transformação digital acontecer, teremos que realizar o processo em etapas e observando alguns aspectos principais: 

 

Aspecto 1: Definição de metas e autodiagnostico

Primeiro precisamos definir quais são nossas metas, e são elas que devem direcionar as estratégias a serem implementadas. Muitas vezes veremos processos de transformação não terem sucesso porque a empresa não sabia exatamente o que ela estava buscando com eles. Com uma meta bem definida podemos investigar quais são nossos pontos fortes e nossos principais desafios e traçar quais são as mudanças  necessárias para nos levar ao objetivo. 

 

Aspecto 2: Sinalização dos novos comportamentos desejados

Outro aspecto importante é o de comunicar quais são os comportamentos desejados naquele novo ambiente que está sendo construído. Muitas vezes as pessoas não vão mudar de atitude simplesmente porque não sabem que isso é necessário e positivo. Elas precisam saber que o comportamento desejado e novo tem mais valor agora do que o comportamento antigo, mesmo que o comportamento antigo tenha sido de grande importância no passado. Essa mudança não será automática e espontânea, pelo contrário, poderá encontrar resistência, medo e receios. Alguns engajam mais rápido, outros não. 

Aspecto 3: Construção de um ambiente acolhedor

A forma mais eficaz de provocar uma mudança transformadora é a partir da construção de uma ambiente acolhedor e seguro. O ser humano está programado para viver de forma estável, e todo processo que “ameaça” sua estabilidade pode gerar esquivas e resistências. Então é preciso oferecer a segurança possível para as pessoas envolvidas na transformação, do contrário elas vão permanecer no que elas conhecem e se sentem seguras. A transformação digital e a inovação em todas suas facetas trazem riscos inerentes em seus processos, e para que as pessoas ultrapassem níveis superficiais, precisam acreditar que o erro pode ser benéfico e necessário.

Aspecto 4: Oferta de estratégias para mudança

 Um dos motivos pelo qual as pessoas não se comportam de forma diferente quando isso é exigido delas, é o fato de que elas não tem aquele repertório disponível. Quando estamos falando de transformação digital e de um mundo altamente tecnológico, nos colocamos diante de um lugar que exige habilidades distintas e competências complexas. E para que as pessoas possam apresentar esses recursos comportamentais, é preciso que sejam oferecidas estratégias de aprendizagem que muitas vezes vão além de cursos técnicos. Trata da forma de ver, de pensar, de raciocinar, e em alguns casos têm relação até mesmo com suas crenças e seus valores. 

Aspecto 5: Consequenciar positivamente e reconhecer

Nem sempre o resultado da transformação será percebida no curto prazo, mas quem se arrisca e se desgasta num processo de mudança tem pressa para sentir que valeu a pena. Precisa encontrar no seu novo ambiente sinais de que a mudança está caminhando na direção de realizar os objetivos. É importante em todas as etapas do processo receber reconhecimento no que se fez até ali. E é exatamente isso que mantém as pessoas se comportando diferente, que mantém as pessoas engajadas em novos processos, em novas formas de pensar, de sentir e de agir. 

Aspecto 6: Relevância do impacto

Outro aspecto poderoso e crucial é que todas as mudanças de comportamento aconteçam num contexto de relevância e com potencial de impacto real. É possível provocar as mudanças de comportamentos em situações simuladas, mas quando elas acontecem em situações reais elas são muito mais poderosas. É preciso que as pessoas sejam acompanhadas durante a mudança, mas é muito importante que as mudanças tragam resultados para toda a empresa, para todo o time, para todo o grupo. Quando acompanhamos projetos de intra empreendedorismo, por exemplo, em que os projetos são reais, são implementados e encontram desafios verdadeiros, as pessoas se mantêm mais envolvidas e saem mais transformadas. 

Comportamento humano e transformação digital

Vale destacar que todos esses aspectos acima descritos são aspectos comportamentais básicos, e que vão existir em qualquer nível hierárquico, ou seja, não importa se a mudança virá dos gestores, dos gerentes, técnicos ou operadores, os processos serão sempre humanos e muito similares. 

O fato é que, se uma empresa realiza sua transformação digital e contempla esses aspectos em seus processos, seguramente estará construindo um caminho  mais rápido, mais eficaz e mais definitivo. Estará construindo uma cultura digital. 

Não faremos a transformação digital se não fizermos uma mudança de comportamento humano. Sabe por que?

Se ainda não está completamente evidente a relação de dependência entre a transformação digital e o comportamento humano, vale apresentar mais três pontos que evidenciam essa relação. O primeiro ponto é que não existe uma empresa, não existe uma organização, se não existirem as pessoas. Ou seja, qualquer empresa é na verdade o resultado de inúmeras pessoas se comportando.

O segundo é que sua empresa não vai realizar uma transformação digital se ela continuar fazendo tudo da forma como sempre fez, as pessoas precisarão fazer algo de um jeito nunca feito antes.

E terceiro, que não existe transformação digital feita entre duas ou cinco pessoas. Mesmo que as ideias comecem entre poucas pessoas, se tudo der certo, as mudanças precisarão ser implementadas em todo o grupo. O fato é que a transformação digital só será possível se as pessoas estiverem se comportando na direção de fazer essa transformação acontecer, e quanto mais rápido a transformação contemplar os processos de mudança comportamental, mais rápido os resultados começarão a serem alcançados. 

Preencha seus dados para receber nossa newsletter!

Ficou com dúvidas?

contato@dtidigital.com.br
R. Antônio de Albuquerque, 330 – 14° andar
Savassi, Belo Horizonte – MG, 30112-010
comportamento humano

Cuidado

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para analisar sua experiência no site e personalizar conteúdos e anúncios durante sua navegação. Ao navegar pelo site, você autoriza a DTI Digital a realizar tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.

You will be redirected to spotify